Uma cadeia cujos elos são a esperança

Os desejos da nossa forma de vida formam uma cadeia cujos elos são a esperança.

(Lucio Anneo Séneca, 55 a.C-39, escritor italiano)