Ó beleza! Onde está tua verdade?

Ó beleza! Onde está tua verdade?
(Shakespeare – Tróilo e Cressida)