O amor até de ofensas se sustenta

A caridade, para amar, quando não tenha benefícios, bastam-lhe agravos, que o amor até de ofensas se sustenta.
(Padre António Vieira)