A primeira vítima da falta de temperança

A primeira vítima da falta de temperança é a própria liberdade.

(Séneca)